amores expresos, blog do ANTÔNIO

Monday, November 26, 2007

Direita X Esquerda - o retorno

Depois que o muro de Berlim foi partido em cubinhos e vendido como souvenir, Che Guevara passou a usar o chapéu do Mickey Mouse e a Colgate uniu o mundo num único e branco sorriso, muita gente pensou que esquerda e direita tinham ficado para trás. Dizia-se que, dali em diante, os termos só seriam usados para indicar o caminho no trânsito e diferenciar os laterais no futebol. Afinal de contas, estávamos no fim da história e, como sabíamos desde criancinhas, todos viveriam felizes para sempre.
Mas o mundo gira, gira e – eis aí um grande problema de rodar em torno do próprio eixo – voltamos para o mesmo lugar. Se a história se repete como farsa ou como história mesmo, não faço a menor idéia, mas ouso dizer, parafraseando Nelson Rodrigues (que já foi de direita, mas o tempo e Ruy Castro liberaram para a esquerda), que hoje em dia não se chupa um Chicabom sem optar-se por um dos blocos.
Ah, como fomos tolos! Acreditar que aquela dicotomia ontológica resumia-se à discussão sobre quanto o Estado deveria intervir no mercado (ou quanto o Mercado deveria ser regulado pelo estado, o que vem a ser a mesma coisa, de maneira completamente diferente) é mais ou menos como pensar que a diferença entre homens e mulheres restringe-se ao cromossomo Y. Ou ao comprimento do cabelo.
Estado e Mercado são apenas a ponta de um iceberg, ou melhor, dois icebergs sociais, culturais, gastronômicos, gramaticais, musicais, lúdicos, léxicos, religiosos, higiênicos, esportivos, patafísicos, agronômicos, sexuais, penais, eletro-eletrônicos, existenciais, metafísicos, dietéticos, lógicos, astrológicos, pundonôricos, astronômicos, cosmogônicos -- e paremos por aqui, porque a lista poderia levar o dia todo.
Justamente agora, quando esquerda e direita, pelo menos em suas ações, pareciam não divergir mais sobre as relações entre Estado e Mercado (ponhamos assim, os dois com maiúsculas, para não nos acusarem de nenhuma parcialidade), a discussão ressurge lá do mar profundo, com toda a força, como o tubarão de Spielberg.
Para que o pasmo leitor que, como eu, dá um boi para não entrar numa discussão, mas uma boiada para não sair, não termine seus dias sem uma única rês, resolvi enumerar algumas diferenças entre essas, digamos, maneiras de estar no mundo. Dessa forma saberemos, ao comentar numa mesa de bar, na casa da sogra ou na padaria da esquina, “dizem que o filme é chato” ou “como canta bem esse canário belga”, se estamos ou não pisando inadvertidamente numa dessas minas ideológicas, mandando os ânimos pelos ares e causando inestancáveis verborragias.
A lista é curta e provisória. Outras notas vão entrar, mas a base, por ora, é essa aí. Se a publico agora é por querer evitar, mesmo que parcialmente, que mais horas sejam ceifadas, no auge de suas juventudes, nas trincheiras da mútua incompreensão. Vamos lá.
* * *
A esquerda acha que o homem é bom, mas vai mal -- e tende a piorar. A direita acredita que o homem é mau, mas vai bem -- e tende a melhorar.
A esquerda acusa a direita de fazer as coisas sem refletir. A direita acusa a esquerda de discutir, discutir, marcar para discutir mais amanhã, ou discutir se vai discutir mais amanhã e não fazer nada. (Piada de direita: camelo é um cavalo criado por um comitê).
Temos trânsito na cidade. O que faz a direita? Chama engenheiros e constrói mais pontes. Resolve agora? Sim, diz a direita. Mas só piora o problema, depois, diz a esquerda. A direita não está preocupada com o depois: depois é de esquerda, agora é de direita.
Temos trânsito na cidade. O que faz a esquerda? Chama urbanistas para repensar a relação do transporte com a cidade. Quer dizer então que a Marginal vai continuar parada ano que vem?, cutuca a direita. Sim, diz a esquerda, mas outra cidade é possível mais pra frente. A direita ri. “Outra” é de esquerda. “Isso” é de direita.
Direita e esquerda são uma maneira de encarar a vida e, portanto, a morte. Diante do envelhecimento, os dois lados se dividem exatamente como no urbanismo. Faça plásticas (pontes), diz a direita. Faça análise, (discuta o problema de fundo) diz a esquerda. (“filosofar é aprender a morrer”, Cícero). Você tem que se sentir bem com o corpo que tem, diz a esquerda. Sim, é exatamente por isso que eu faço plásticas, rebate a direita. Neurótica! -- grita a esquerda. Ressentida! -- grita a direita.
A direita vai à academia, porque é pragmática e quer a bunda dura. A esquerda vai à yoga, porque o processo é tão ou mais importante que o resultado. (Processo é de esquerda, resultado, de direita).
Um estudo de direita talvez prove que as pessoas de direita, preocupadas com a bunda, fazem mais exercícios físicos do que as de esquerda e, por isso, acabam sendo mais saudáveis, o que é quase como uma aplicação esportiva do muito citado mote de Mendeville, de que os vícios privados geram benefícios públicos -- se encararmos vício privado como o enrijecimento da bunda (bunda é de direita) e benefício público como a melhora de todo o sistema cardio-vascular. (Sistema cardio-vascular é de esquerda).
Um estudo de esquerda talvez prove que o povo de esquerda, mais preocupado com o processo do que com os resultados, acaba com a bunda mais dura, pois o processo holístico da yoga (processo, holístico e yoga são de extrema esquerda) acaba beneficiando os glúteos mais do que a musculação. (Yoga já é de direita, diz alguém que lê o texto sobre meus ombros, provando que o provérbio correto é “pau que nasce torno, sempre se endireita”).
Dieta da proteína: direita. Dieta por pontos: esquerda. Operação de estômago: fascismo. Macrobiótica: stalinismo. Vegetarianismo: loucura. (Foucault escreveria alguma coisa bem interessante sobre os Vigilantes do Peso).
Evidente que, dependendo da época, as coisas mudam de lugar. Maio de 68: professores universitários eram de direita e mídia de esquerda. (“O mundo só será um lugar justo quando o último sociólogo for enforcado com as tripas do último padre”, escreveram num muro de Paris). Hoje a universidade é de esquerda e a mídia, de direita.
As coisas também mudam, dependendo da perspectiva: ao lado de um suco de laranja, Guaraná é de direita. Ao lado de uma Coca-Cola, Guaraná é de esquerda. Da mesma forma, ao lado de um suco de graviola, pitanga ou umbu (extrema-esquerda), o de laranja vira um generalzinho. (Anauê juice fruit: 100% integralista).
Leão, urso, lobo: direita. Pinguim, grilo, avestruz: esquerda. Formiga: fascismo. Abelha: stalinismo. Cachorro: social democrata. Gato: anarquista. Rosa: direita. Maria sem-vergonha: esquerda. Grama: nacional socialismo. Piscina: direita. Cachoeira: esquerda. (Quanto ao mar, tenho minhas dúvidas, embora seja claro que o Atlântico e o Pacífico estejam, politicamente, dos lados opostos aos que se encontram no mapa). Lápis: esquerda. Caneta: direita. Axilas, cotovelo, calcanhar: esquerda. Bíceps, abdomem, panturrilha: direita. Nariz: esquerda. Olhos: direita. (Olfato é sensação, animal, memória. Visão é objetividade, praticidade, razão).
Liquidificador é de direita. (Maquiavel: dividir para dominar). Batedeira é de esquerda. (Gilberto Freyre: o apogeu da mistura, do contato, quase que a massagem dos ingredientes). Mixer é um caudilho de direita. Espremedor de alho é um caudilho de esquerda. Colher de pau, esquerda. Teflon, direita. Mostarda é de esquerda, catchupe é de direita -- e pela maionese nenhum dos lados quer se responsabilizar. Mal passado é de esquerda, bem passado é de direita. Contra-filé é de esquerda, filé mignon é de direita. Peito é de direita, coxa é de esquerda. Arroz é de direita, feijão é de esquerda. Tupperware, extrema direita. Cumbuca, extrema esquerda. Congelar é de direita, salgar é de esquerda. No churrasco, sal grosso é de esquerda, sal moura é de direita e jogar cerveja na picanha é crime inafiançável.
Graal é de direita, Fazendinha é de esquerda. Cheetos é de direita, Baconzeetos é de esquerda e Doritos é tucano. Ploc e Ping-Pong são de esquerda, Bubaloo é de direita.
No sexo: broxada é de esquerda. Ejaculação precoce é de direita. Cunilingus: esquerda. Fellatio: direita. A mulher de quatro: direita. Mulher por cima: esquerda. Homem é de direita, mulher é de esquerda. (mas talvez essa seja a visão de uma mulher -- de esquerda).
Vogais são de esquerda, consoantes, de direita. Se A, E e O estiverem tomando uma cerveja e X, K e Y chegarem no bar, pode até sair briga. Apóstrofe ésse anda sempre com Friedman, Fukuyama e Freakonomics embaixo do braço. (A trema e a crase acham todo esse debate uma pobreza e são a favor do restabelecimento da monarquia).
“Eu gostava mais no começo” é de esquerda. “Não vejo a hora de sair o próximo” é de direita.
Dia é de direita, noite é de esquerda. Sol é de direita, lua é de esquerda. Planície é de direita, montanha é de esquerda. Terra é de direita, água é de esquerda. Círculo é de esquerda, quadrado é de direita. “É genético” é de direita. “É comportamental” é de esquerda. Aproveita é de esquerda. Joga fora e compra outro, de direita. Onda é de direita, partícula é de esquerda. Molécula é de esquerda, átomo é de direita. Elétron é de esquerda, próton é de direita e a assessoria do neutron informou que ele prefere ausentar-se da discussão.


To be continued (para os de direita)
Under construction (para os de esquerda)

65 Comments:

Blogger Maria Carolina said...

This comment has been removed by the author.

November 26, 2007 at 3:43 PM  
Blogger Rosa said...

direita x esquerda
o problema é que eles sempre
estão na intenção do outro...

e vc em qual posição passeia?

November 26, 2007 at 4:38 PM  
Blogger cintia said...

Muito, muito bom.
"Ah, eu tenho 37 anos, vou ver se leio mais alguma coisa antes de dormir. haha" (desculpa maria carolina, não resisti...)

November 26, 2007 at 7:07 PM  
Blogger Maria Carolina said...

This comment has been removed by the author.

November 28, 2007 at 1:26 PM  
Blogger marilia said...

as comparações foram excelentes! como eu nunca pensei o quão esquerda era uma axila? genial!

só que eu sou metida a ser de esquerda e faço dieta da proteína, mas sempre prefiro tudo no começo

November 28, 2007 at 4:37 PM  
Blogger Adriana B. said...

Estou sofrendo de pânico classificatório, hahahahahahahahahahahahahahaha. Eu nunca mais vou conseguir tomar um copo de leite de soja sem pirar depois de ler isso.

November 29, 2007 at 4:32 PM  
Blogger flávia coelho said...

Adorei a listinha, muito divertida. Mas acho que hoje essas diferenças se restringem a um argumento pra piada, mesmo. E viva a falta de diversidade, de idéias e mais ainda de ações.

November 30, 2007 at 4:59 AM  
Blogger Déborah Capel said...

e você? de direita ou esquerda?
fiquei bem confusa, porque não sei exatamente se sou de esquerda ou direita, ainda não tenho minha opinião formada, mas sendo que gosto da noite e uso caneta, sou uma mistura?

November 30, 2007 at 7:21 AM  
Blogger Mariana Jansen said...

Estou sofrendo de pânico classificatório [2]

eu sou coluna do meio, serve?

November 30, 2007 at 8:14 AM  
Blogger Minina Má (mas minha mãe insiste em me chamar de Patrícia Pirota) said...

Incrível!!!Nunca achei que fosse me divertir taaanto com um texto sobre esquerda e direita!
Isso só me faz reafirmar o quanto você escreve tão bem a ponto de transformar assuntos que seriam "chatos" em escritos bacaníssimos!

November 30, 2007 at 11:04 AM  
Blogger Mari said...

nossa tem muita coisa aí e ainda dá pra acrescentar mais um monte! acho que alguns aí podem ser discutidos...dá pano pra manga isso! pior que vou passar o dia amanhã classificando as coisas de direita ou esquerda agora, adorei
ps: só mulher por aqui hein

November 30, 2007 at 6:17 PM  
Blogger carolina said...

antonio, eu te amo. casa comigo. agora.

December 1, 2007 at 5:15 AM  
Blogger Aline Miranda said...

me recomendaram pelo post passado, dos carrinhos de prédios.
que bom ter esse espaço.
pois é, me angustia muito não conhecer as epssoas que moram acima ou abaixo de mim.

Até um tempo atrás eu só sabia o nome de dois moradores vizinhos: Meg (uma cachorrinha) e Paiê 9era assim q o chamavam).
É , e isso nem deveria ser engraçado.

Abraços.
Até breve.

December 1, 2007 at 6:05 PM  
Blogger Ana Luiza said...

Nunca vi explicação melhor

December 3, 2007 at 1:15 PM  
Blogger Dany said...

[i]Nossa! Muito interessante seu Ponto de vista rs..
Creio que sou de direita Liberal...
Criativo e ousado, o seu testo prende a aten�o do leitor e age como libera�o de opini�es e id�ias, criticas e absor�o de conte�do de forma divertida (Y) Parab�ns

December 4, 2007 at 1:15 AM  
Blogger Ana Fernandes said...

Blogs são de esquerda em relação aos sites, mas provavelmente já existe algo não popular que comparados aos blogs o façam passar pra direita.

December 4, 2007 at 1:22 AM  
Blogger Isabela said...

This comment has been removed by the author.

December 4, 2007 at 2:51 AM  
Blogger niinha =] said...

Confesso que nunca fui muito sua fã, aliás, nunca tinha lindo um texto seu. Hoje pude ler na escola o texto que você escreveu pra Capricho, "Dois voando". Muito bom! Cheguei em casa e pesquisei sobre você, entrei na sua comunidade do orkut e tudo mais.
Gostaria de saber se algum dia desses você poderia ler uns textos que eu faço. Eu tenho 14 anos, mas sempre gostei muito de escrever, e escrevo textos sempre que posso. Seria bom ter uma opinião sua :)
Desde já, eu agradeço!
Beijinhos.

December 5, 2007 at 7:52 AM  
Blogger Biaaahhh said...

CARACAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!Vc escreve MUUUUIIIITOOOO bem MEEESSSMOOOO,naum eh á toa q a Marcela eh sua fã...Ela tem mt bom gosto...Tô ateh sem graça de comentar aki...Pq fikei sem palavras MESMO.
Só queria te pedir uma coisinha(se eh q alguém como vc vai perder tempo lendo o comentário de alguém como eu):me linka???
E me dah umas dicas???Preciso melhorar a escrita...

Beijos de alguém que não tem capacidade pra chegar aos seus pés;

=]

December 6, 2007 at 10:56 AM  
Blogger igor von richthofen said...

Me identifiquei muito com a visão de direita e esquerda expostas no texto e sempre achei cômico o diferencial entre os dois "irmãos" como algo que me remetia a caime abel que é uma das maiores comédias relatadas na biblia na minha opinão. Mas vamos deixar de babar o ovo do cara! pois ele escreve bem mas essa coisa de

babar ovo a direita baba com tapinha nas costas e grandes banquetes e a esquerda com o punho fechado em pé de guerra levando seu herói nos braços. Antonio prata é so um cara que escreve bem como qualquer um que comentou pode escrever bem tbm e tantos outros que nunca ouviram falar dele.Bom texto ee comentarios muito tendenciosos hehehe

December 6, 2007 at 11:47 AM  
Blogger Taís said...

Viva a falta de ideologia! Será que não ter ideologia é ser de esquerda? rs...

Parabéns pelos textos. Leio sempre suas publicações no Guia do Estado de S.Paulo. E este último do Blog é genial.

Abraços de uma grande admiradora.

December 6, 2007 at 4:01 PM  
Blogger Gabriela said...

Gordo é de DIREITA

Magro é de ESQUERDA...rs

December 7, 2007 at 5:27 AM  
Blogger Fabiana said...

This comment has been removed by the author.

December 7, 2007 at 6:49 AM  
Blogger Crix said...

Acho que DOU é de esquerda, e GLAS é de direita. ou não.

December 7, 2007 at 1:19 PM  
Blogger Jane Malaquias said...

A reforma agrária foi esquecida por todos.

December 7, 2007 at 4:31 PM  
Blogger Patt said...

"Sol é de direita, lua é de esquerda."

E O PSOL COMO FICA?!
hahaha

O texto tá demais. Certeza que agora eu vou começar a ver o mundo mais desconfiada da posição política dele. Mundo = esfera = de esquerda?

Fica a dica.

December 8, 2007 at 5:45 PM  
Blogger grandlake said...

eu te amo é de esquerda e casa comigo agora é de direita.
Amar autor de blog é de direita e casar com escritor é de esquerda.

December 8, 2007 at 5:53 PM  
Blogger Nathalia Ramirez said...

girar girar e acabar no mesmo lugar, esse sempre será o destino.

December 10, 2007 at 10:53 AM  
Blogger Marcela said...

Pois é. Minha vida anda uma merda desde que meu melhor amigo morreu (15/11) e vc nao presta nem pra postar nessa droga de blog pra me dar uma alegria.
Seu medíocre. PSICOPATA DE FÃS INDEFESAS.

December 11, 2007 at 4:06 AM  
Blogger Fabrício Lunardi said...

Simplismente genial

December 11, 2007 at 12:12 PM  
Blogger adriana said...

Tirando meu Doritos (que ninguém tasca) na há dúvidas de que fui diagnosticada como esquerda da cabeça asos pés!!
menos nas mãos...sou destra
muito legal as comparações.

December 12, 2007 at 9:11 AM  
Blogger Carolina Rod said...

Adorei as comparações. Nunca imaginei que eu pudesse ser tão "do meio".

December 12, 2007 at 1:08 PM  
Blogger Chapado said...

Muito bom.
Eu classificaria algumas coisas de maneira diferente. Faltou pensar um pouco naquela direita religiosa que acha que o iluminismo foi invenção do capeta. Veja (sem trocadilho) por que: camisinha (que é pragmatismo) é de esquerda, castidade e "valores" (que é processo) é de direita.
Outro ponto do qual eu discordo é que bunda seja de direita. O Olavo de Carvalho escreveu que o gosto do brasileiro por bunda revela uma tendência homosexual, já que homens e mulheres têm bunda (e ele não vê diferença, ah, e homosexual para ele é sinônimo de algo ruim). Magreza e peito siliconado é de direita. Bunda dura e miúda é direita, mas Buuuunda (com letra maiúscula como Estado e Mercado), do jeito que o Povo gosta, essa é de esquerda. E eu sou comunista.

December 13, 2007 at 7:54 AM  
Blogger marjorie said...

Antonio....me acabei de rir na parte do texto onde você descreve de que lado ficam - direita e esquerda - nossos "fragmentos" de corpo humano e alguns de nossos atos, digamos, sexuais....rsrsrs.....vc é fantástico, tenho 33 anos mas costumava comprar a Capricho até pouco tempo só para ler suas histórias maravilhosas....amo tudo o que vc escreve, tudo tão naturalmente, acho que vc acorda e sua mente já brilha.....parabéns pelo talento excepcional!Marjorie

December 13, 2007 at 9:59 AM  
Blogger ˙·٠••●ą мσçą dą ﻝąиєℓą • said...

Belo texto
adoro sua forma de escrever...lembra-me muito quando me ponho a tentar 'desenhar' as coisas com palavras...tipo quando falo que estou fazendo aquela carinha da Dona Florinda, feliz com a chegada do professor Girafales, coisas assim.
Passearei sempre por este lugar... e haja inteligência para que você continue escrevendo textos tão agradaveis.
Beijo
(não vou desejar boas festas e etc. Mas, aproveite!)

December 13, 2007 at 1:54 PM  
Blogger Gabriela said...

Não vou te elogiar dizendo que você é um intelectual , mas sim ESPONTÂNEO nos seus textos ...como aquela foto que você não está nem, aí se seu cabelo está bom , ou se vai aparecer partes do seu copor que você não goste ....é aquela foto que você lembra com saudade do sorriso do seu amigo.

é isso ...

December 14, 2007 at 5:28 AM  
Blogger Ana Fernandes said...

que comentário foi aquele da marcela!
meu Deus oO

December 14, 2007 at 9:45 PM  
Blogger Alexandre Scoqui said...

muito bom Prata! É rindo que se entra na piada; agora, uma risada de esquerda ou uma de direita - um colapso!

December 15, 2007 at 3:16 PM  
Blogger Cris* said...

incrível!
(acabei de encontrar seu blog - escreve tão bem que dá raiva! rs...)

December 16, 2007 at 7:05 AM  
Blogger Filhas da Pagu said...

ahahahah Muitooo bom! Sempre...
Isso é uma lista de sintomas "Descubra seu percentual esquerdista/direitista".
Que medo!
Abs,
Karol Felicio

December 16, 2007 at 9:07 AM  
Blogger Cor. said...

This comment has been removed by the author.

December 17, 2007 at 5:39 AM  
Blogger Cor. said...

Já que fala-se em iceberg...

Estamos acostumados (ou seria acomodados?) a pensar contrapondo idéias, é o chamado pensamento digital. Digital porque computadores trabalham somente com binômios e sua linguagem se restringe aos caracteres “0” e “1”.
E é assim que pensamos bom/mau, preto/branco, homem/mulher, deus/diabo, escuro/claro.
É claro! QUASE uma obviedade nada nova difundida por vários: inclusive por Platão, ao dividir sua realidade em inteligível e sensível, o verdadeiro e o aparente.
E não fica por aí... Kant(noumenon/phaenoumenon),Descartes(res cogitan/res extensas, Nietzsche(apolíneo/dionisíaco), permaneceram nessa linha binária de pensamento.
O preto me faz clarear o branco. E o branco me faz certezar o preto. Basta notar na frase de algumas pessoas ditas objetivas: "Comigo é tudo preto no branco!". É notório o contraste. É rápido. É objetivo MESMO. E mais: é por demais simplificador, reducionista. Onde fica o cinza na estória? Já imaginou quantas tonalidades de cinzas existem entre estas duas cores?
Pensar digitalmente é desprezar a hiper-complexidade do real, a complexidade do tal iceberg. É simplificar para entender, e entender desta forma é não querer entender de fato, pois enquadra-se o objeto em formas, fórmulas pré-definidas que não permitem a real absorção do mesmo.
Dizer o "de direita" e o "de esquerda" é querer criar formas e fórmulas para se entender ideologias, para torná-las mais acessível, assimilável. Doce ilusão! Criar formas, dizer práticas, por mais que se conheça o objeto, é determinar, reduzir e renunciar da complexidade humana e mundana. Criar formas é estereotipar, excluir.
A direita e a esquerda no centro. O do centro, ou do meio, ou o nem lá nem cá ficou marginalizado. Estranho, não?

Ironias do pensamento digital...

December 17, 2007 at 5:54 AM  
Blogger trintaequatropalavras said...

Humor implacável.

December 17, 2007 at 5:22 PM  
Blogger Gabriela said...

Concordo com você "cor" !!!!!

December 18, 2007 at 5:36 AM  
Blogger um certo joão said...

não consigo terminar de ler...acho que é o sono.

vou me esforçar para tal feito.

December 19, 2007 at 7:37 AM  
Blogger um certo joão said...

This comment has been removed by the author.

December 19, 2007 at 7:38 AM  
Blogger um certo joão said...

Consegui!!!!!! Acho que estou ficando cada vez mais perplexo com minha lentidão na leitura. Ou será que é cosmoexplosão da tecnologia em meus ouvidos que desperta mais atenção? Sei lá.

"A esquerda acha que o homem é bom, mas vai mal -- e tende a piorar. A direita acredita que o homem é mau, mas vai bem -- e tende a melhorar."

Interessante. Tô pensando até agora. Dizem que o textos bons fazem você pnsar né? Não importa como, então...

"Temos trânsito na cidade. O que faz a direita? Chama engenheiros e constrói mais pontes. Resolve agora? Sim, diz a direita. Mas só piora o problema, depois, diz a esquerda. A direita não está preocupada com o depois: depois é de esquerda, agora é de direita."

E isso vem de onde? Interessante, pragmático. Como eu estava cego em não perceber a tão concreta imediatez desses caras.

December 19, 2007 at 7:53 AM  
Blogger um certo joão said...

Vou tomar a lioberdade de adicionar o seu blog ao meu.

Se puder da uma olhada no que eu escrevo. Não é nada demais!

Pra falar a verdade, achei o conteúdo do texto uma tentativa de imparcialidade a de ficar acima das ideologias que me parece meio impossível. Sabe a imparcialidade-parcial? Mas vou continuar lendo mais coisas do seu blog!

December 19, 2007 at 7:57 AM  
Blogger Gabriela said...

Nossa! Adorei seu texto!
Às vezes, eu realmente acho que a relação direita-esquerda é só uma relação de quem está no poder no momento e quem é a oposição. A política no Brasil virou mais um jogo de pega-pega do que um futebol, esporte em que um time trabalha junto para vencer.

www.omundodegabriela.blogger.com.br

December 20, 2007 at 3:13 AM  
Blogger Fernanda said...

quero mais!! tá demoraaaaando... (menina pequena fazendo birra!)

December 20, 2007 at 6:46 AM  
Blogger Marcela said...

Cara, acho que as pessoas falam muito da Marcela nos seus comentários.. tá vendo que ela sua fá, né?
Ela está menos revoltada com a vida agora. E vai te mandar um e-mail importantíssimo hoje, vê se responde.
A propósito, A Marcela sou eu.

December 20, 2007 at 10:00 AM  
Blogger LyH said...

poxa...
antonio vc n sab o qnt eu addmiro vc...
e amo seu trabalho...
nussa fico ateh sem palavras diante de qualquer coisa que tenha seu nome..
seus textos são os melhores que já li em toda minha vida!!
(sei q vc nao deve nem ler.... mas n custa tentar...)
beijos...


adoro mt vc!!
amo...
etc
rsrs

December 31, 2007 at 11:02 AM  
Blogger LyH said...

This comment has been removed by the author.

December 31, 2007 at 11:02 AM  
Blogger jana said...

Antonio Prata...
Comecei a te conhecer hoje, sem querer, navegando na net. Não consegui parar de te ler, cara!
E "Direita X Esquerda" serviu para eu perceber o quão Centro eu sempre fui. Coisa de maluco! Leitura deliciosa. Também adorei a do bolo. Vou continuar te lendo em 2008. Até lá e parabéns!

December 31, 2007 at 1:07 PM  
Blogger barbara said...

E o que será dos meio intelectuais, meio de esquerda?

January 1, 2008 at 1:41 PM  
Blogger josane said...

haha
Me diverti muitíssimo com as distinções...
e não é que são perfeitamente bem colocadas??? Dia.. Noite... Lápis.. Caneta... Olhos.. Nariz...
(coloquei ambas com iniciais maiúsculas tbm, para não gerar transtornos... Aliás... Maiúscula deve ser de direita... =/)

January 7, 2008 at 7:12 AM  
Blogger helena leão said...

Cd é de direita, vinil é de esquerda. Vídeo é de direita, cinema é de esquerda e super 8 é extrema esquerda com tendências subversivas. Pegar panfletos no semáforo é de esquerda, pegar e jogar fora é de direita e não pegar é anarquismo.
adorei a brincadeira...seus textos são verdadeiras pérolas.
ps: sou fã do "Inferno atrás da pia"

January 31, 2008 at 9:53 AM  
Blogger Kcah said...

Falar cara, é de esquerda assim como falar bicho. Comida japonesa é de direita. Ri muito, e fiquei pensando em mais, por que sou de esquerda.

"Formiga: fascismo. Abelha: stalinismo. Cachorro: social democrata" hahah

February 25, 2008 at 4:04 PM  
Blogger Noga Lubicz Sklar said...

Antonio, seu texto (que só li agora, no Digestivo) me deu vontade (ui) de ser de direita. Mas parece que vou ter que me conformar com a esquerda. O problema é que vc se esqueceu da mais comum das posições contemporâneas e nos deixou todos órfãos: ser saudosista é de direita; ser futurista é de esquerda. Mas ser moderno é não sair de cima do muro. Genial! Beijos!

February 28, 2008 at 2:22 AM  
Blogger Will said...

Adorei seu texto....muito foda.

March 4, 2008 at 8:14 AM  
Blogger Will said...

cerveja = esquerda
uísque = direita

March 4, 2008 at 8:14 AM  
Blogger Denis said...

Gosto dos seus textos. Você escreve bem - e estou falando de estilística; ortografia é pressuposto.
Aliás, estou até agora em dúvida sobre se você perdeu o tom em um dado momento do texto ou se eu fui quem não entendeu algumas das dicotomias... ¦ ]
Fique certo de que voltarei aqui.

April 6, 2008 at 11:10 PM  
Blogger Letícia Mori said...

Nunca ri alto. ;D

Muito bom!

July 15, 2011 at 3:02 PM  
Anonymous maria antonia demasi said...

Antonio,

Em tempos chatos,ler um texto tão bem amarrado, tão inteligentemente engraçado,é um respiro. Rendeu muitas risadas e conversa fiada com a minha filha. Aumentamos a lista.Isso sim é uma produção aberta!
Parabéns! ( expressão de direita que enfeitava minhas lições na escola )

June 26, 2013 at 10:23 AM  
Anonymous Anonymous said...

que lixo.

November 4, 2013 at 9:48 AM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home