amores expresos, blog do ANTÔNIO

Thursday, June 5, 2008

FIAT LUX

(Guia do Estado)

Houve uma época em que a noite era dos gatos e dos gatunos. 24 H eram três caracteres lidos apenas em luminosos de hospitais, clínicas dentárias em sobrelojas e uma ou outra borracharia – geralmente, bem distante de nosso pneu furado.
Não sei bem porquê, mas não passava pela cabeça de ninguém, até o final da década de oitenta, vender máquinas de lavar, vatapá ou livros de administração muito depois do horário comercial.
Tudo mudou na noite em que o Rodolfo, um amigo do meu pai, chegou tarde à nossa casa, cheio de sacolas. Entusiasmado, nos explicou de onde vinha: “chama loja de conveniência! Vende tudo, a qualquer hora! Se você tá voltando de uma festa, por exemplo, três da manhã, e lembra que tem que comprar sabão em pó...”. “E quem vai querer comprar sabão em pó às três da manhã, Rodolfo?!”, cortou meu pai, mostrando muita sensatez e nenhum tino comercial.
Foi mais ou menos nessa época que começaram a vender produtos pela TV, de madrugada. Didi Seven, um alvejante capaz de transformar carvão em marfim; Facas Guinsu, a melhor maneira de serrar pregos e sapatos; meias-calça Vivarina -- se um maníaco te atacasse com um garfo, as meias ficariam intactas. Os anúncios passavam entre pornochanchadas e programas evangélicos, sugerindo que Deus, sexo e bugigangas estavam competindo pelo monopólio de nosso tédio, nossa solidão.
Dali para a frente, tudo mudou. Fogão, rabada, samambaias, golden retrievers, Proust completo: não há quase nada que se compre ao meio dia que não possa ser encontrado a meia-noite. Acho ótimo. Vira e mexe, faço compras lá pelas duas da manhã. A salsinha costuma estar meio murcha, é verdade, mas só de você poder escolher os tomates sem ter que ficar encolhendo a bunda para os outros carrinhos passarem, já vale a pena.
Não consigo, contudo, deixar de sentir um incômodo ao carregar produtos de limpeza pela madrugada, como se fizesse alguma coisa profana, imoral. (Mais ou menos como beber pela manhã, ou ir a um casamento de chinelos). Nada que não desapareça, é verdade, assim que me lembro que, se o pneu furar, posso achar um borracheiro aberto em qualquer canto da cidade. Poderia, ainda, encomendar Facas Guinsu, um terço bizantino ou um vatapá pernambucano, pelo celular, sem nem sair do meu carro. Mas é claro, quem é que iria fazer uma coisa dessas, não é mesmo, Rodolfo?

19 Comments:

Blogger |Thamires said...

eu sempre me perguntei quem iria qrerum hamburger do Mc'Donalds às trê da matina....Agora eu sei: o Rodolfo!!!

hahahahaha
;*

June 6, 2008 at 11:16 AM  
Blogger Radical said...

Antes das farmácias 24hs, o constangedor era comprar camisinha nas lojas de conveniência. A gente tenta disfarçar comprando outras coisas junto, mas a moça do caixa quando vê a camisinnha, sempre dá aquela encarada.

June 6, 2008 at 3:52 PM  
Anonymous milena said...

não, eu nem gosto de ler suas crônicas... :)

June 7, 2008 at 8:22 PM  
Blogger Bridget Jones said...

Antonio, meu querido...

Vc é um querido. De coração. Um anjo fofo (gostou dessa?). Enfim...

Eu compro tudo de madrugada. Meu feeling para o consimismo está bem mais apurado e eu consigo perceber com toda sensatez que eu preciso (muito) de um George Foreman Grill tamanho TURBO EXTRA MAXY, mesmo morando sozinha! Mas eu preciso já! Mas eu pecio agora e precio mesmo!!!! As duas da matina!

Meu blog é bem pobrinho...se chama "Sou para-raio de doido" e não tem comparação com este espaço lesgalzin que é o teu!

June 9, 2008 at 8:22 AM  
Anonymous Jessica Lauton said...

Adoro. Tenho uma amiga que mora à 200 metros de um hipermercado 24h. Nada mais libertador do que ir fazer compras às 3:30 da manhã, de pijamas.

June 9, 2008 at 2:06 PM  
Blogger Tayná said...

se não fossem os fast-foods 24h, como eu mataria minha fome, às 4 da manhã, voltando de uma balada?

=)

June 9, 2008 at 6:53 PM  
Anonymous Aline said...

um dia, tudo será 24hrs =)

June 10, 2008 at 9:39 AM  
Anonymous liz said...

ah, não, antônio! por que você demora tanto para 'postar'?

June 11, 2008 at 10:01 AM  
Anonymous srta. rosa said...

Genial, ótimo, adorei!
Agora esse pout-pourrit aqui foi 'tuda':
"...Fogão, rabada, samambaias, golden retrievers, Proust completo...", rs.

Beijo querido!

June 11, 2008 at 2:19 PM  
Blogger  said...

Imagina a situação: você trabalhou o dia inteiro, não aguenta mais ouvir uma palavra, tudo o que quer é banho e cama. Daí sua mulher chega 'Amor, vai comprar papel higiênico'. Qual a desculpa que você pode usar senão a que a loja tá fechada?
Loja 24h é coisa do demo.
Adoro aqui, Antonio :-)

June 14, 2008 at 7:21 AM  
Blogger Lucas dos Anjos said...

Antônio,

Muito legal o seu espaço aqui.
Ah, e tenho medo de supermercado de madrugada!

Abraços

June 17, 2008 at 12:08 PM  
Anonymous Denise said...

Antonio, eu juro q tento "te ler", por conta do seu DNA. Mas cara, seus textos são mto chatos, monótonos demais. Pelamor... Dá uma animada, dá o maior sono ler seu blog!

June 19, 2008 at 11:04 AM  
Blogger Laiza Machado said...

Viciei em ler você.
Sei q ouve/lê isso a todo instante e sei que deve ouvir/ler " sei que vocÊ ouve/lê isso a todo instante" também.

Mas enfim, é a verdade.

June 19, 2008 at 11:12 AM  
Blogger isasidney said...

DANDO A CARA PRA BATER:

Desculpe a invasão. Mas se gosta de ler, convido você a visitar a Editora 24x7, que só publica obras via Internet. Não tenho procuração deles para fazer isso, mas desejo apenas divulgar o meu primeiro livro:



LUA QUEBRADA


Um professor e sua aluna. Tudo os separa, nada os une. A não ser a paixão. Uma paixão sem limites, vivida com toda a intensidade da experiência e da juventude. Um livro forte, pela emoção, pela cumplicidade, pelo erotismo. Uma história que mexe com todos os sentidos do leitor, até a última linha. Experiência única na Literatura Brasileira, LUA QUEBRADA é um livro imperdível e inesquecível.

Autor: Isaias Edson Sidney

Publicação da Biblioteca24x7.

Só disponível pela Internet, no endereço abaixo (categoria: ERÓTICO).

http//www.biblioteca24x7.com.br

Obrigado pela atenção. E boa leitura.

June 22, 2008 at 11:10 AM  
Anonymous Anonymous said...

Já perdeu a graça...

June 25, 2008 at 7:37 AM  
Anonymous Cecília said...

Antônio,
Estou com saudade... Mande novidades...

June 26, 2008 at 2:35 PM  
Blogger Lulu said...

Oi Antonio! Assumi minha ''paixão'' - mais do que publicamente- por você no Blog que fui convidada a escrever.
Desde que li ''Promessa'' fiquei sua fã.

July 1, 2008 at 2:13 PM  
Anonymous Anonymous said...

antonio,
ando lendo teus textos há algum tempo, hoje percebi (não que minha opinião seja a de uma crítica, apenas leitora, ok?), mas percebi duas coisas muito interessantes no "raciocínio interno' do teu texto: tens um poder de síntese muito grande e uma criatividade enorme, acho raro isto andar junto: síntese e criatividade. se souberes explorar esses dois pontos fortes da tua narrativa... (só algumas impressões, liga, não)
mel

July 31, 2008 at 6:54 PM  
Blogger Jorge Ramiro said...

hace una semana salí de madrugada a comprar algo para comer y se me pinchó una rueda del auto. por suerte un
borracheiro
solucionó el problema del automovil

September 12, 2012 at 7:14 AM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home