amores expresos, blog do ANTÔNIO

Monday, May 7, 2007


Não adianta chorar, meu amor. Nunca iria dar certo mesmo. Você é uma táboa de lavar roupa, de madeira sólida. Sedas e veludos ainda estarão em te caminho. E eu... O que sou eu? Cinco ripas de pinho, apenas, destinadas ao lixo, ao fogo, ao esquecimento.

2 Comments:

Blogger Jongleuse said...

Seria esse "O" romance passado em Xangai? =P

May 7, 2007 at 5:03 AM  
Blogger Jane Malaquias said...

Eu vi num filme que eles lavam roupa no chão do banheiro.

May 16, 2007 at 1:03 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home